A percepção de tempo para a criança

Calendário linear como ferramenta facilitadora

Quem convive com criança pequena sabe que elas adoram partilhar histórias e experiências do seu dia a dia. Entretanto, a percepção de tempo ainda é limitada no entendimento dos pequenos, tornando-se mais um desafio no decorrer da Educação Infantil.

Trabalhamos com as crianças de 5 anos, uma vivência chamada: O Tempo Passa, que propõe a construção de um Calendário Linear junto às crianças com o objetivo de identificar a passagem de tempo através da observação decorrente, bem como, explorar e desenvolver relações de medida de tempo e seu vocabulário correspondente.

A cada dia, uma nova folha com a data, escrita por elas mesmas, é adicionada ao varal com os registros de suas observações daquele dia. Foi assim que a turma do G5 começou a desenvolver suas percepções. No primeiro mês, as crianças apresentaram dificuldades em entender que o calendário se tratava, basicamente, de uma história ilustrada dos nossos dias na escola. Mas quando começaram a compreender, passaram a levantar questionamentos, como: “se hoje é sexta-feira, amanhã é sábado e é dia de família!”, “ontem foi dia 13, então hoje é 14.”, “Por que não existe o dia 32?”.

Essa foi a forma que encontramos para envolvê-los em situações rotineiras, dando nome aos dias e possibilitando a sua orientação em relação aos acontecimentos passados, futuros ou de seu interesse imediato.

Acreditamos que o entendimento do tempo é uma construção para as crianças, pois elas baseiam sua linguagem em lembranças individuais ou coletivas, muitas vezes, recorrem a objetos ou datas comemorativas. Entretanto, facilitar esse processo é papel de nós, educadores!

Ellen Scarpanti – Educadora do G5B

Deixe sua resposta